• Julia

Entrevista: BrownieriaV - Empreendimentos Veganos de Sucesso

Para a terceira etapa do projeto Empreendimentos Veganos de Sucesso, temos uma entrevista realizada com a criadora da BrownieriaV, pequena empresa vegana que produz brownies incríveis de dar água na boca. Oficialmente criada em 2019, apesar do histórico de sucesso prévio durante anos, a doceria nasceu de uma paixão da idealizadora por fazer doces e a vontade de mostrar como alimentos veganos podem ser absolutamente deliciosos.


O chocolate e os recheios da BrownieriaV são de uma qualidade inacreditável, difíceis de não viciar. Além disso, existem brownies adaptados para todas as datas comemorativas: em formato de bolo para aniversários, de ovo para a páscoa, de coração para o dia dos namorados, etc. Não preciso nem dizer que já experimentei ele em todas as versões, não é?

Além de tudo, o microempreendimento aposta somente em embalagens naturais e compostáveis, pois faz questão de estar em consonância com os valores pregados por seus produtos.


Agora confiram na entrevista a seguir detalhes intrigantes sobre o processo de criação da BrownieriaV, as maiores dificuldades no processo e lições valiosas para quem pensa em empreender. Boa leitura!

1. Qual é o seu nome completo, idade, cidade de origem, formação? Conte-nos mais sobre você.


Meu nome é Fernanda Accorsi, tenho 34 anos e sou de Santo André – SP. Me formei originalmente em Publicidade e Propaganda, mas sou professora de inglês há 15 anos e administro a BrownieriaV. Em uma época, fui morar nos EUA e voltei a dar aulas particulares de inglês quando retornei ao Brasil, administrando o meu próprio negócio desde 2016.

Eu consigo dividir a minha rotina em escalas, graças à flexibilidade de ser uma professora independente.

2. Os seus pais, parentes ou amigos próximos eram empreendedores? De que forma?

O meu pai sempre foi um músico autônomo e a minha tia costumava fazer doces para amigos e familiares, então acabei me inspirando nisso.

3. Qual é a sua relação com o veganismo e porque decidiu empreender nesse setor?


Eu me tornei ovolactovegetariana em meados de 2012 e vegana em 2016, então já fazia parte da causa. No começo, eu produzia cupcakes e brownies vegetarianos, com utilização de ovos e manteiga, mas depois adaptei minha receita para a versão vegana.

4. Como sua empresa começou? Você pensou sobre isso por muito tempo antes de realmente começar o negócio? Fez planejamento? Conte-nos sobre seus primeiros passos.

Fernanda Accorsi, criadora da BrownieriaV

A ideia veio quando viajei para Maresias em 2010, conheci uma loja de cookies e fiquei encantada com o que vi. Pensei: “também quero ter uma loja de doces um dia”. Com isso em mente, resolvi comprar material para fazer cupcakes e brownies e comecei a dar para os meus amigos, que gostaram muito (especialmente dos brownies!). Então comecei a vender para amigos, conhecidos e para alunos e clientes na escola de inglês em que dava aula. Além disso, apareceu a oportunidade de participar de eventos organizados pela prefeitura de Santo André. Eu me inscrevi como expositora, passei na seleção e comecei a participar de eventos agendados e feiras de artesanato.

Em termos de criar a empresa e desenvolver as receitas, eu fui bastante autodidata e procurei tudo na internet.

Infelizmente, acabei parando de fazer os doces por um ano e meio e decidi retornar às atividades somente em 2016, quando apareceu a oportunidade de participar de feiras que eu frequentava apenas como visitante. Foi então que voltei a produzir os meus brownies e pedi ajuda para o meu marido, que trabalhava com design, para criar o logotipo.

A questão é que eu estava no processo de me tornar vegana naquela época, só que tinha muita dificuldade em achar bons ingredientes para substituir o ovo e a manteiga.

No entanto, não poderia continuar produzindo algo que não estivesse em consonância com os meus valores. Assim, resolvi entrar em uma busca árdua por ingredientes sem nada de origem animal para utilizar nos meus brownies, com direito a muitas pesquisas online.

Finalmente, consegui acertar a receita e dei para amigos e familiares provarem, sem mencionar inicialmente que os doces eram veganos. O resultado final foi super aprovado e então comecei a produzir encomendas com os brownies agora veganos.

Somente em julho de 2019 criei oficialmente a BrownieriaV, após anos de encomendas para festas, casamentos, aniversários, etc. A procura somente crescia.

5. Quais foram as maiores dificuldades que você encontrou para criar o seu negócio?

Uma das dificuldades foi desenvolver a receita do brownie vegano que não diferisse em qualidade do brownie “normal”.


Além disso, é muito difícil encontrar produtos que sejam realmente veganos, e não somente não possuam ingredientes de origem animal. Eu consulto sempre a lista do grupo Veg Ajuda, que faz uma pesquisa séria e fala com as marcas para descobrir se realmente são veganas, sem utilizar matérias primas que envolvam testes em animais e outras atividades antiéticas.

Fora isso, muitas matérias primas de cacau envolvem desmatamento e trabalho escravo, por exemplo. Essa questão para mim é muito importante, pois os meus ingredientes devem vir de fontes que estejam alinhadas com o que eu acredito. Temos que acompanhar as marcas da matéria prima utilizada constantemente, pois elas estão sempre mudando de fornecedor.

6. Em particular, você tinha alguma experiência em vendas ou marketing? Quão importante foi essa experiência ou a falta dela na criação da sua empresa?

Na época em que fiz faculdade de Publicidade e Propaganda, não se utilizava as redes sociais para fazer marketing. Mas depois disso aprendi a usá-las para divulgar meus produtos.

7. Como foi o processo de adquirir clientes? Quais principais ferramentas de marketing você utilizou?

Um dos métodos foi utilizar as redes sociais de maneira orgânica - só cheguei a fazer um post patrocinado, mas que não gerou retorno. O melhor método é participar de eventos para mostrar o seu produto e estimular a indicação boca a boca entre a clientela. A minha principal estratégia era oferecer os brownies para degustação, pois muitas pessoas vendiam comida nas feiras e esse era um bom modo de se destacar.

O que funciona bem também é presentear influencers com os meus brownies, para eles avaliarem o produto online, o que gera mais retorno.

8. Olhando para trás, quais você acha que foram os conceitos, habilidades, atitudes e know-how mais críticos que você necessitou para conduzir a sua empresa?

Observar o mercado e o que as pessoas desejam – se perguntar,“o que eu procuro em um produto”? Além disso, também vale a pena observar outras empresas para inspiração.

9. O que lhe dá mais prazer no processo de empreender?

Ver as pessoas comendo o produto e falando que nunca imaginariam que era vegano, além de ter muitos não-veganos como clientes. Às vezes a pessoa não é vegana, mas compra o brownie como presente para um familiar e acaba virando cliente também. Para mim, é muito importante mostrar que é possível fazer doces veganos excelentes, que sejam tão bons quanto os feitos com produtos de origem animal. Precisamos tirar o estigma do produto vegano.

10. Como você enxerga o mercado vegano se desenvolver no futuro?

Vejo uma tendência de crescimento, mas me entristece que muitas empresas têm usado o veganismo apenas como estratégia de marketing, como é o caso de grandes frigoríficos. Eles enxergam o veganismo somente como um pequeno mercado e não pretendem parar de produzir alimentos com carne, que é o carro-chefe para gerar dinheiro para a empresa.


Mas eu vejo o microempreendedorismo crescendo bastante, com a proposta de fazer o veganismo crescer. Os pequenos têm feito a diferença no mercado em geral. O público vegano ou interessado nesse nicho prefere comprar do pequeno, focando em empreendimentos que transmitam a mesma filosofia que pregam.


11. Por último, qual a sua dica para quem quer ser um empreendedor de sucesso?


Gostar do seu produto e acreditar naquilo. Às vezes ouvimos falar que produzir o item X dá dinheiro, o que é um mito do empreendedorismo. É tudo muito relativo. Podemos encontrar 10 empresas vendendo o mesmo produto, mas o que se destaca é como o produto é feito, comercializado, etc.

Além disso, entender sobre o ramo em que deseja atuar ou ter ajuda de quem entende é essencial para não cometer erros básicos. Precisa juntar conhecimento com vontade, pois se a vontade real não estiver lá, você se frustra e desiste do negócio.

Caso queira saber mais sobre a BrownieriaV, seguem abaixo as informações de contato:

Facebook: Brownieria

Instagram: @brownieriav

Por Julia P.D.

© 2023 by My Weight Lost Journey. Proudly Created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now